Equity: entenda o investimento em participação de empresas

Saiba oque considerar antes de se tornar um acionista e compartilhar os ganhos das empresas.

No mundo dos investimentos, existem várias opções disponíveis para quem deseja destinar dinheiro em ativos financeiros. Uma dessas opções é o equity, um termo que tem ganhado destaque nos últimos anos. 

Nesta matéria, vamos explorar o que é o equity e como ele funciona na prática. Confira.

O que é equity?

Equity refere-se à posse de ações ou participações em uma empresa. É uma forma de investimento em que os investidores compram uma parcela da propriedade de uma empresa, dando-lhes o direito de participar nos lucros e na tomada de decisões. 

Em outras palavras, quando você adquire equity em uma empresa, você se torna um acionista e possui uma parte proporcional dos ativos e ganhos da empresa.

Como funciona o equity?

O equity é geralmente adquirido por meio da compra de ações de uma empresa. As ações representam frações da propriedade da empresa, e seu valor pode flutuar com base no desempenho da empresa e nas condições do mercado. Os investidores podem adquirir equity de uma empresa por meio de diferentes formas, tais como:

Oferta Pública Inicial (IPO): quando uma empresa decide abrir seu capital e listar suas ações na bolsa de valores, os investidores têm a oportunidade de comprar ações e adquirir equity.

Investimento de Capital de Risco (Venture Capital): startups e empresas em estágios iniciais muitas vezes buscam investidores de capital de risco. Esses investidores fornecem capital em troca de equity na empresa.

Financiamento Coletivo (Crowdfunding): o crowdfunding de equity permite que investidores individuais contribuam com capital para uma empresa em troca de ações ou participações.

Benefícios do equity

O equity oferece diversos benefícios aos investidores. Alguns deles incluem:

Participação nos lucros: como acionista, você tem direito a uma parte dos lucros da empresa, normalmente distribuídos na forma de dividendos.

Valorização do investimento: se a empresa tiver um desempenho sólido e seu valor de mercado aumentar, o valor das suas ações também pode se valorizar, possibilitando um retorno financeiro significativo.

Direito a voto: dependendo da quantidade de equity, os acionistas podem ter direito a voto nas decisões importantes da empresa, como a escolha dos membros do conselho administrativo.

Potencial de envolvimento: além de receber retornos financeiros, o equity permite que os investidores se envolvam e contribuam para o crescimento da empresa por meio de insights, conexões ou experiência.

Pontos de atenção

Ao investir em equity, é essencial ter alguns cuidados para proteger o capital e tomar decisões. Aqui estão alguns pontos a serem considerados:

Pesquisa e análise da empresa: antes de investir em equity, é crucial realizar uma pesquisa detalhada sobre a empresa em questão. Avalie seu modelo de negócio, histórico de desempenho, perspectivas de crescimento, concorrência e saúde financeira. Considere também o setor em que a empresa atua e as tendências do mercado. Quanto mais informações você tiver, melhor será a sua tomada de decisão.

Avaliação do valor da empresa: determine o valor justo da empresa antes de investir. Isso pode ser feito por meio de análises financeiras, como o método de avaliação por múltiplos (comparando a empresa com outras similares) ou o método de fluxo de caixa descontado (projetando os fluxos futuros de caixa). Uma avaliação adequada pode ajudar a determinar se o preço das ações está justificado.

Diversificação do portfólio: como acontece com qualquer tipo de investimento, a diversificação é importante para reduzir o risco. Não coloque todo o seu capital em um único investimento de equity. Distribua seus recursos em diferentes empresas e setores para mitigar os possíveis impactos negativos de um mau desempenho de uma única empresa.

Riscos e volatilidade: é importante reconhecer que o equity possui riscos inerentes. O desempenho de uma empresa pode ser afetado por vários fatores, como mudanças econômicas, concorrência, regulamentações governamentais e problemas internos. Esteja preparado para a volatilidade do mercado de ações e esteja disposto a lidar com flutuações de curto prazo em busca de retornos de longo prazo.

Aconselhamento profissional: considere buscar orientação de profissionais financeiros, como consultores de investimento ou corretores, que possam ajudar na análise, avaliação e tomada de decisões relacionadas a investimentos em equity. Eles podem fornecer insights valiosos e ajudá-lo a tomar decisões informadas.

Lembre-se de que investir em equity envolve riscos e é importante estar preparado para lidar com eles. A educação financeira, a pesquisa cuidadosa e o aconselhamento profissional podem ajudar a minimizar os riscos e aumentar suas chances de sucesso.

fonte: https://www.contabeis.com.br/noticias/57326/equity-o-que-e-esse-investimento-e-como-funciona/