Gerenciamento de Conflitos no Atendimento ao Cliente

Saber gerenciar os conflitos em um atendimento é de fundamental importância, saiba como lidar com isso para reverter a situação ao seu favor

Saber gerenciar os conflitos em um atendimento é de fundamental importância, saiba como lidar com isso para reverter a situação ao seu favor, o 1º PASSO – GANHAR CONFIANÇA DO CLIENTE: Para gerar confiança na organização esse atendimento ou primeiro contato com o cliente é necessário que seja relevante, surpreendente e que atenda as expectativas dos mesmos. Lembre-se saiba falar a linguagem do cliente, independente do nível de instrução do mesmo. 2º PASSO – SABER O QUE MOTIVA O CLIENTE: Conheça as necessidades do cliente, para isso não é preciso só conhecer os atributos do produto, mais sim a real necessidade dos clientes, saiba ouvi-los com atenção. É importante você concluir com isso que precisa aumentar suas habilidades sejam elas intelectuais ou técnicas treinar como falar, ouvir, melhorar sua apresentação, aumentar o número de contatos atentando para a qualidade, conversar com pessoas que possam te trazer informações relevantes, atualidades dentre outras coisas que possam melhorar seu nível intelectual. 3º PASSO – DESENVOLVER A FLEXIBILIDADE PARA LIDAR COM OBJEÇÕES E CONFLITOS: Planeje sempre o que vai falar, esteja sempre preparado, tenha mais de uma opção para oferecer e seja flexível no momento certo, cuidado com a ansiedade em uma negociação você precisa passar confiança porem esteja pronto para receber um “não”, seja ético, tenha valores, lembre-se que negociar exige perguntas, coloque a outra pessoa para trabalhar quem faz as perguntas esta sempre no controle, ouça sempre com muita atenção, controle seus sentimentos pratique a tolerância e a arte da compreensão pois ninguém faz uma boa negociação insultando o outro e lembra-se de que as pessoas têm ego, a maior necessidade do ser humano é ser atendido use isso ao seu favor! Agora pense e responda:

fonte: https://administradores.com.br/artigos/gerenciamento-de-conflitos-no-atendimento-ao-cliente

Coaching: o caminho para o sucesso!

O processo de coaching leva a tomada de consciência, faz com que o coachee (pessoa que recebe o coaching) reflita sobre suas ações e no que poderá melhorar, potencializando escolhas e levando a mudanças.

O processo de coaching leva a tomada de consciência, faz com que o coachee (pessoa que recebe o coaching) reflita sobre suas ações e no que poderá melhorar, potencializando escolhas e levando a mudanças. O coach (profissional que executa o processo de coaching) tem como característica e foco principal ajudar seu coachee a produzir com excelência fazendo com que conquiste seus objetivos e os da organização. Os benefícios desse processo pode ser notado claramente, aumenta a auto estima, o colaborador torna-se mais produtivo, adquire confiança, clareza em seguir buscando atingir metas. Coaching consiste em conversações ou diálogos através da relação entre perguntas e respostas que mantém entre duas pessoas, coach e coachee. Deve levar a refletir nas respostas onde ele pode melhorar buscando sempre seu desenvolvimento profissional perguntas como por exemplo: “O que você precisa fazer para que isto dê certo?” é diferente de se perguntar : “Onde começou a dá errado”? Tudo é a forma de abordar o coachee, o tom de voz e a linguagem corporal também são super importantes.
Características de um Líder Coaching:
– Ser facilitador do desenvolvimento
– Atuar com generosidade
– Ser capaz de ajudar a descobrir os pontos fortes e as oportunidades de melhora
– Está sempre disposto a ajudar, tirando duvidas do coachee
– Ter credibilidade para passar segurança e profissionalismo
– Ser ético, o processo de coaching requer confiabilidade de ambas as partes
– Respeito pelas diferenças
– Geração de orgulho e reconhecimento
– Capacidade de escutar
– Gostar de se relacionar
– Paixão pelo desenvolvimento do outro
– Capacidade de observação
– Prudência
– Inteligência emocional
– Destreza no manejo de perguntas e respostas
É interessante citar o processo de autocoaching pois a partir de um artigo, livros ou ate mesmo um filme especializado no assunto pode auto desenvolver o processo de autocoaching estimulando o crescimento e desenvolvendo uma melhor postura profissional independente do nível de competência. Coaching se aplica tanto a um iniciante no assunto como também a um nível de alto executivos.

fonte: https://administradores.com.br/artigos/coaching-o-caminho-para-o-sucesso

Em 2021 contrate freelancers, economize 7 dicas.

Alguns dos melhores talentos possíveis para o seu negócio não estão à procura de um emprego de tempo integral – eles são freelancers. Freelancers constituem um dos segmentos de profissionais de crescimento mais rápido do Brasil.

As capacidades de trabalho remoto indicam que o freelancer não tem sinais de parar. Desde a pandemia, 60% dos não freelancers que começaram a trabalhar remotamente devido ao COVID-19 estão considerando trabalhar como freelancers no futuro.

Empresas e equipes de todos os tamanhos podem se beneficiar com freelancers no caminho para alcançar seus objetivos de negócios. De suporte ao cliente a desenvolvimento de comércio eletrônico, marketing de conteúdo e até mesmo web design, os profissionais que oferecem seus talentos por meio de serviços digitais podem fornecer trabalho significativo e acessível como freelancers para empresas.

Por que isso é uma boa notícia para as empresas? Aprenda como os freelancers podem ajudar a impulsionar o crescimento, como obter talentos conforme necessário e, o mais importante, como garantir um orçamento de trabalho freelancer da administração para ajudar qualquer empresa a maximizar a produtividade.

7 benefícios trazidos pelo freelancer

Lentamente, mas com segurança, o mundo está aceitando o fato de que a maioria dos trabalhadores em tempo integral não passa o dia inteiro concentrado em suas tarefas. Um estudo descobriu que a quantidade média de produtividade em um dia de trabalho completo era de apenas duas horas e 53 minutos. Outro estudo revelou que o trabalhador de escritório médio perde três horas por dia de trabalho de oito horas navegando na web, socializando com colegas de trabalho, se divertindo e – esta é a melhor parte – se candidatando a outros empregos.

Então, sem mais enrolaçoes, aqui estão alguns dos benefícios que você pode esperar com o freelancer:

Pagamento apenas por tarefas concluídas ! Além disso, você economiza em despesas gerais, benefícios de seguro e folgas remuneradas. Freelancers concluem o trabalho em prazos definidos e não gastam tempo em reuniões desnecessárias ou gargalos de processo.

Flexibilidade. Contrate-os apenas quando precisar de ajuda. Quando você trabalha com freelancers, novas equipes podem marcar tarefas em um cronograma previsível com um orçamento claro. Equipes estabelecidas podem dimensionar mais facilmente seus planos de roadmap com suporte especializado.

Acesso a talentos qualificados e economia em custos de treinamento. O relatório da CNBC descobriu que 59% dos freelancers tiveram treinamento de habilidades nos últimos seis meses, em comparação com apenas 36% dos não freelancers.

Capacidade instantânea. Colocar freelancers em projetos lhe dá a capacidade de combinar talentos específicos com suas necessidades específicas, evitando o incômodo de treinar a equipe atual para aprender uma nova habilidade para apenas uma tarefa.

Conjunto exponencial de talentos. Obtenha talentos com habilidades específicas de qualquer lugar do mundo. Você não está limitado aos funcionários que podem entrar em seu escritório.

Garantia da Qualidade. Freelancers devem fornecer um trabalho de alta qualidade para reter clientes, obter referências e manter seus negócios funcionando. Os funcionários em tempo integral podem estar menos motivados para maximizar a produtividade e produzir um trabalho excepcional, enquanto o trabalho de um freelancer depende disso.

Baixo risco. Se um freelancer não atende às expectativas, siga em frente. Com poucos ou nenhum custo de contratação e integração, é fácil testar o trabalho com um freelancer para ver se ele é adequado para suas necessidades.

Como convencer um gerente a implementar um orçamento de freelancer

Se sua equipe depende de tecnologia e pode gerenciar a colaboração online, você pode facilmente usar um freelancer para concluir determinados projetos. Quando a administração é nova no mundo do freelancer, use as seguintes dicas para obter um orçamento para freelancer:

Faça um caso de negócios. Se ficar claro que os freelancers ajudariam sua equipe a concluir um trabalho que seu talento atual não pode, você deve apresentar o caso de negócios para seu gerente contratá-los – para o melhor interesse da empresa.

Tenha o talento pronto. Se você está contando com um freelancer para ajudar a concluir o trabalho com mais eficiência, isso ajudará a pesquisar talentos freelance em uma rede como o Freela web.

Faça uma estimativa do retorno do investimento. Compare a economia de custos de trabalhar com um freelancer com o treinamento interno de um funcionário ou a contratação de um novo funcionário em tempo integral para esse trabalho e mostre o ponto central. Além disso, considere os objetivos de negócios e como os freelancers podem contribuir. Se a produtividade puder aumentar em X com a adição de talentos autônomos, demonstre o retorno do investimento a um gerente. Use esta fórmula básica para mostrar o ROI potencial de trabalhar com freelancers em uma estratégia de argumento de venda: (Crescimento de vendas – Custo do Freelancer) / Custo do Freelancer = ROI Determine quanto os leads e as vendas valem para sua empresa. Calcule seus leads e vendas esperados de trabalho freelancer. Use as taxas de freelancers para determinar seu ROI contratando freelancers.

Faça um orçamento de forma realista. Embora o valor do tempo como freelancer seja considerado uma grande vantagem, as taxas de freelance por hora são geralmente mais altas do que para trabalhadores em tempo integral. Isso porque freelancers são donos de empresas que têm que pagar por seu próprio seguro saúde, considerar o tempo de folga remunerado e incluir custos extras como marketing, manutenção de site e custos de home office em suas taxas.

Na apresentação do pitch, deixe claro que suas taxas são diretamente para o trabalho produzido. Além disso, não há despesas gerais para seguro e cobertura e outras despesas de funcionários em tempo integral quando você trabalha com freelancers.

Como pesquisar, encontrar e contratar freelancers de forma eficiente

Com um orçamento aprovado de freelancer, agora é hora de encontrar o talento. Conforme o mercado de freelancers cresce, é mais fácil encontrar a opção certa. Veja como fazer isso direito:

Detalhe suas necessidades. Antes da busca, tenha uma visão clara do projeto e a expertise que ele requer. Procure pessoas com um portfólio ou clientes anteriores que atendam às suas necessidades. Quanto mais específico você for, mais tempo poderá economizar.

Cuidado com o “triângulo da qualidade”. Projetado para manter os olhos de todos no prêmio, o triângulo de qualidade afirma que existem três qualidades básicas que a maioria dos empregadores deseja: bom, rápido e barato – mas você só pode escolher duas. Se você deseja que um projeto de alta qualidade seja entregue dentro do prazo, você precisa estar disposto a pagar taxas premium. Freelancers que conhecem seu valor terão um preço adequado. A opção menos cara raramente é a melhor.

Faça alguns testes. Se possível, teste vários freelancers com projetos menores e de curto prazo antes de pular para uma iniciativa maior e mais complexa. Você verá se as habilidades deles correspondem ao currículo, se eles funcionam bem com a equipe e se eles estão familiarizados com sua marca antes de fazer um investimento maior.

Prepare os freelancers para o sucesso. Economize tempo durante os processos de revisão e revisão, fornecendo instruções claras e detalhadas para freelancers. Dê bons exemplos do tipo de trabalho que a equipe precisa ser produzida. Fornece diretrizes de marca e marketing para garantir que seu trabalho esteja alinhado. Ofereça-se para estar disponível para perguntas durante todo o processo.

Fique com os bons. Bons líderes sabem reter freelancers favoritos para que não tenham que começar o processo novamente e novamente. Freelancers têm tanta liberdade para escolher seus clientes quanto as empresas têm para contratar funcionários. Manter os melhores freelancers ocupados reduzirá o treinamento que você precisa fornecer a uma equipe freelance. Eles conhecerão melhor sua empresa, o que pode melhorar o trabalho que eles contratam para você.

Com cada projeto, forneça feedback e reconhecimento significativos. Esforce-se para melhorar continuamente o processo de atribuição.

Compense adequadamente, especialmente quando você está solicitando um projeto urgente ou quando sua direção muda do escopo original. Tente fornecer expectativas de cronograma claras e estabelecer regularidade quando possível para que os freelancers saibam o que esperar de você como cliente.

Expanda seus negócios com uma equipe freelance.

Freelancers podem ser tão valiosos companheiros de equipe quanto funcionários em tempo integral. A tecnologia de hoje permite que freelancers colaborem com equipes em tempo integral facilmente por meio

chat e reuniões virtuais. A incorporação de trabalho freelance pode ajudar sua empresa a se tornar mais ágil e atingir objetivos com mais eficiência.

Quando você estiver pronto para expandir seus negócios com freelancers, use o Freelaweb.com.br para encontrar os melhores aqui no Brasil.

fonte: https://administradores.com.br/artigos/em-2021-contrate-freelancers-economize-7-dicas

5 dicas para quem quer empreender no mercado de Gastronomia

“Quem quer empreender no ramo da gastronomia tem que ter em mente que sua trajetória não será fácil”, afirma CEO

Seguindo alguns passos de grandes negócios, cada nicho de mercado oferece possibilidades de crescimento acelerado. O ramo de franquias alimentícias, por exemplo, é um dos setores que está liderando a corrida pela recuperação econômica – mesmo durante a pandemia -, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF) e a empresa de pesquisas AGP; sendo uma oportunidade para empreendedores.

Para inovar no ramo de Gastronomia e indústria alimentícia, alguns passos podem ser seguidos. O Cofundador e CEO do grupo de investimentos Five Capital, Marlon Ceni, listou algumas dicas. Confira:

1. Resiliência

Quem quer empreender no ramo da gastronomia tem que ter em mente que sua trajetória não será fácil. Como todo negócio, o começo é guiado por muitas turbulências e desafios que só quem tem estômago e força de vontade consegue operar e guiar-se em meio a tantos desafios, como equipe, operação, logística de entrega e recebimentos, financeiro, roubos. Ser resiliente nos torna mais fortes para enfrentarmos as barreiras e desafios do dia a dia, focando sempre no bem comum e sucesso do negócio.

2. Processos

Como toda grande empresa, as pequenas e médias também precisam de processos organizados e manuais de treinamento impecáveis. Fazer o manual de A a Z de um restaurante passa por diversos setores que não se aprende apenas na faculdade. Lidamos com colaboradores e fornecedores que em grande parte não detém conhecimento técnico para tais cargos e um bom manual de processos discorrendo por diversos setores do restaurante é essencial. Esse manual vai desde assuntos relacionados ao fluxo de compras, financeiro, atendimento ao público, “cookição”, reposição, limpeza, empratamento, trabalho em equipe, tecnologia, Marketing entre outros que, no caso de Nattu, gerou mais de 80 manuais processuais internos separados em cinco setores que são, operação, financeiro, marketing, compras e Recursos humanos. Isto foi um grande aprendizado, ainda mais pensando na expansão do negócio.

3. Padronização

O mais importante aspecto pensando em capilaridade e crescimento de uma marca é a padronização do seu produto não importando o local que ele está inserido, por isso a importância de processos bem listados e montados como falamos acima. Quanto mais exigente nisso você for, melhor vai ser seu produto e a expansão da sua marca. Padronizar para crescer! Este é o caminho!

4. Time

Lidar com muitas pessoas em diferentes setores é sempre um desafio e requer habilidades como criatividade e liderança para aplicação de cultura dentro dos restaurantes. São colaboradores que, em grande parte, possuem vícios de mercado que não condizem com o que queremos para dentro da empresa, trazendo um desafio de treinamento para exercerem um dos principais pilares de um restaurante: experiência. Quando um cliente chega no restaurante ele quer ter uma experiência incrível, não é só a comida, é o ambiente, o atendimento, o público, o seu propósito. Levar a melhor experiência para o cliente depende do comprometimento do seu time, eles que vão fazer a diferença no seu restaurante e treiná-los para atender o gosto do seu público é nosso principal desafio. Então como lição para este ponto é sempre ter um time alinhado com os objetivos da sua empresa e que visa o conforto e qualidade para com o cliente em primeiro lugar.

5. Produto

Vamos para o calcanhar de Aquiles dos restaurantes: produto. Nele está inserido a experiência final do cliente depois de passar por um ambiente limpo e bem decorado, ser atendido com excelência pelos colaboradores chegamos na fase final da percepção do cliente e o local onde você ganha ou perde dinheiro. Primeiro passo é definir seu produto de acordo com o que você é. Se seu restaurante é uma hamburgueria seu foco é vender hambúrguer, se é de produtos naturais seu foco é alimentos saudáveis, se é um bar seu foco é drinks e cervejas e assim por diante. Um grande erro dos empreendedores é não ter foco e querer ser de tudo um pouco. Não desfoque nunca do seu verdadeiro produto, temos que oferecer qualidade e objetivo.

Bônus: precificação

Aprendi muito em como criar o preço correto para nosso produto analisando toda a cadeia produtiva do mesmo. A famosa curva ABC. Entre outros aspectos que trazem uma outra visão do business restaurante. Outro aspecto importante é compras, você passa a ser praticamente um comprador de ações na bolsa, negociando compras como nos anos 90. Ligação e preços ditam a regra. Passamos por alguns pontos cruciais de vida em um restaurante, o dia a dia no business é primordial para o aprendizado. Em meio a um ano como 2020, ser resiliente é crucial, buscando métricas de redução de custos e otimização de equipe.

Algumas decisões podem ser críticas, segundo Ceni. “Em pouco mais de cinco anos, pude acompanhar mudanças no comportamento do consumidor no quesito alimentação. Se antes ele pensava em comer rápido e alimentos mais calóricos, hoje ele busca opções mais saudáveis que irão trazer benefícios a longo prazo. Esse é o tipo de visão que o empreendedor deve ter para crescer rápido e, talvez, até mudar drasticamente o negócio para acompanhar tendências de crescimento”, explica o empresário.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/5-dicas-para-quem-quer-empreender-no-mercado-de-gastronomia

Como fazer um network vencedor

O network é mais que, simplesmente, sua “rede de contatos”. É seu “capital social”, um recurso que deve ser construído e cultivado.

Vamos imaginar uma cena que acontece com muita gente. Subitamente, você recebe uma ligação de um amigo que há muitos anos não fala com você. A conversa começa com algo do tipo “Há quanto tempo! Você sumiu!”.

Bem, você NÃO sumiu – seu endereço, seu telefone e seu e-mail continuam os mesmos. Você continua frequentando os mesmos lugares. Qualquer um que quisesse lhe encontrar, a qualquer momento, saberia onde e como…

Você dá “corda” para o amigo, e ele segue falando… Relembra eventos dos “velhos tempos”, pergunta se você ainda mantém contato com os colegas de antigamente… Quando chega o momento adequado, ele dá o “bote”. Conta que está com problemas (possivelmente desempregado) e está procurando ajuda. Quem sabe uma indicação para um novo emprego?

Bem, o que vimos aqui é um exemplo de como NÃO fazer networking. Tenho certeza que muitas pessoas que estão lendo isso já se viram na situação descrita. Algumas outras podem ainda ter participado de uma cena parecida, mas na embaraçosa situação do “amigo” que só se lembra dos outros quando precisa de alguma coisa…

Fazer networking não é apenas conhecer pessoas e trocar cartões. O network é seu “capital social”, e um network vencedor deve ser cultivado de forma muito cuidadosa. Networking é sobre pessoas e relacionamentos, e é um grande erro tratar seu network como aquela coleção de figurinhas da infância, que fica guardada em alguma caixa empoeirada e que você só abre em momentos de “surto nostálgico”.

A rigor, não existem regras para se fazer um bom networking mas, se fosse para elencar uma “regra principal” do network vencedor, diria algo como “faça ANTES de precisar”. Aproveite os momentos em que as coisas caminham bem e a maré está favorável para desenvolver relacionamentos e cultivá-los. Faça o que puder para conhecer pessoas novas e interessantes, que possam representar oportunidades futuras, mas se esforce ainda mais em cultivar o network que já tem.

Mantenha contato com essas pessoas, interesse-se por elas (no sentido de ser “interessado” e não “interesseiro”) e faça um grande favor a si mesmo: JAMAIS se coloque na situação constrangedora de ser a pessoa que lembra dos “amigos” apenas quando está em dificuldades.

Uma boa dica para pessoas que querem fazer um network vencedor é começar com um “inventário” dos contatos, amigos e colegas. Antes de procurar conhecer novas pessoas, é interessante tentar fazer algo com aquilo que já temos à mão. Há quanto tempo você não dá um “alô” para seus contatos?

Ligar de vez em quando, mandar um e-mail ou uma mensagem (uma mensagem, por favor nada de mensagens genéricas, frases motivacionais ingênuas e, principalmente, NADA de propagar fake news!) é uma medida muito salutar. Geralmente, as pessoas costumam gostar quando damos demonstrações de interesse.

Melhor ainda quando não pedimos nada em troca (ou insinuamos alguma intenção oculta). Se dermos, periodicamente, uma demonstração de interesse para essas pessoas, certamente será muito mais fácil obter algo delas no futuro, caso realmente precisemos.

Pequenas atitudes como essas fazem com que estejamos presentes na memória de curto prazo das pessoas. Será muito mais fácil sermos lembrados quando elas ficarem sabendo de alguma oportunidade que não interessa para elas, mas elas saberão que seria a oportunidade “da sua vida”.

Você não tem uma lista de contatos? Ou sua lista é muito pequena? Nesse caso é uma boa pedida investir um pouco de tempo e esforço em conhecer gente nova. Frequentar eventos de interesse de profissionais de sua área, cursos ou mesmo eventos sociais absolutamente despretensiosos (apenas cuidado com eventos que são, especificamente, para a finalidade de networking – o público desses eventos costuma ser de baixa qualidade).

Enfim, vale (quase) tudo. Em qualquer lugar é sempre possível encontrar pessoas interessantes, mas sempre observando a regra de “construir antes de precisar”.

Deixar para fazer sua rede de contatos quando se está “na pior” é contraproducente. Geralmente, quem está na posição de querer algo (e não tem condições de contribuir com nada em troca) acabará ingressando em redes sociais de baixo nível e baixa qualidade.

Comece a construir sua rede de contatos (e, principalmente, a cultivá-la) AGORA. Não deixe para fazer isso no momento em que vai precisar dela.

fonte: https://administradores.com.br/artigos/como-fazer-um-network-vencedor

Bitcoin (BTC) chega a marca histórica nesta quarta (16); saiba mais

Perspectiva de ganhos rápidos e proteção contra a inflação impulsionam valorização da moeda

Em 12 anos de história, o Bitcoin (BTC) chegou, nesta quarta-feira (16), a uma marca inédita, superando o valor de US$ 20 mil (cerca de R$ 101,9 mil), em um registro de quase 7% de alta. O desempenho ultrapassa o recorde anterior da criptomoeda, que havia atingido o preço de US$ 19.783 em 2017.

Segundo informações do Suno Research, o Bitcoin acumula alta de 188% no ano, com uma valorização de quase 100% somente nos últimos três meses. O novo recorde estaria ligado, de acordo com avaliações de especialistas, à procura de grandes investidores interessados em ganhos rápidos e proteção contra a inflação; gestores como Stephen Druckenmiller, Paul Tudor Jones, Ricardo Salinas Pliego e Michael Saylor, além da empresa norte-americana de seguro de vida MassMutal, já revelaram ter feito aportes na moeda digital.

Os entusiastas do ativo, conhecido por ser altamente volátil, também alimentam a esperança de que as criptomoedas caminham para uma maior aceitação popular, com a maior regulação por parte de entidades norte-americanas e iniciativas como a da plataforma de pagamentos PayPal, que passará a aceitar o uso da moeda em transações.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/bitcoin-btc-supera-marca-hist%C3%B3rica-de-us-20-mil

Vendas do Tesouro Direto voltam a superar resgates após cinco meses

Pessoas físicas compraram R$ 1,547 bilhão em títulos em novembro

Pela primeira vez em cinco meses, as vendas do Tesouro Direto (programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas pela internet) superaram os resgates. Em novembro, os investidores compraram R$ 28,3 milhões a mais de títulos públicos do que o Tesouro recomprou ou pagou no vencimento.

Em novembro, as vendas do Tesouro Direto somaram R$ 1,547 bilhão, com recuo de 17,1% em relação ao volume vendido no mesmo mês do ano passado (R$ 1,865 bilhão). Os resgates somaram R$ 1,519 bilhão. Os resgates representam a soma das recompras – quando os investidores se desfazem dos papéis antes da data – e do vencimento – quando os investidores esperam o título vencer e embolsam os rendimentos.

A emissão líquida, quando as vendas superam os resgates, indicam que o mercado de títulos públicos começou a estabilizar-se em novembro. A pandemia de covid-19 e a alta da inflação dos alimentos provocaram desequilíbrios no mercado financeiro que fizeram investidores venderem papéis do Tesouro Direto com maior intensidade nos últimos meses.

Tipos de papéis

Apesar de a taxa Selic (juros básicos da economia) estar em 2% ao ano, abaixo da inflação acumulada em 12 meses, os títulos atrelados a esse indexador responderam pela maior parte das vendas, concentrando 36,9% do valor vendido. Em seguida, vêm os papéis corrigidos pela inflação, que corresponderam a 36,7% do total.

Em terceiro lugar, estão os papéis prefixados (com juros definidos com antecedência), que representaram 26,5% do volume vendido em novembro. Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 1 mil concentraram 69,6% do volume aplicado no mês

Com o resultado de novembro, o estoque de títulos públicos aplicados no Tesouro Direto subiu 0,9% em relação a outubro, alcançando R$ 62,07 bilhões. A variação do estoque representa a diferença entre as vendas e os resgates, mais o reconhecimento dos juros que incidem sobre os títulos.

Popularização

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas adquiram títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só tem de pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos. Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.

A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente no caso dos papéis prefixados.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/vendas-do-tesouro-direto-voltam-a-superar-resgates-ap%C3%B3s-cinco-meses

Entenda como transformar suas finanças de vez em 2021

Você já parou para pensar que tudo na vida é uma questão de escolha? Isso mesmo! Somos os responsáveis e protagonistas por todos os nossos atos, seja no âmbito profissional ou pessoal. Dessa maneira, quando pensamos em nossa situação financeira não seria diferente. Ou seria? Digo isso porque, por experiência própria, após muitos anos de tentativas sem resultados, decidi mudar e aprendi a fazer novas escolhas.

Felizmente, a cada dia cresce a quantidade de pessoas dispostas a encarar essa transformação financeira a fim de realizar seus sonhos. No entanto, para a concretização desse propósito, certamente o primeiro passo é saber a fundo quais são seus objetivos, onde você quer chegar, para, enfim, entender quais mudanças deverá colocar em seu dia a dia.

O assunto é amplo e ainda gera muita confusão, visto que cada pessoa possui uma necessidade e objetivos diferentes. Além disso, mudanças não ocorrem da noite para o dia, é necessário um desejo ardente para conquistar algo e, a partir daí, se planejar e fazer com muita determinação e persistência, sem se preocupar com o julgamento dos outros.

Efetuar trocas sem perder a qualidade de vida

Como pontapé inicial de qualquer transformação, é preciso saber quais mudanças devem ser feitas em nossos hábitos. No caso de minha família, por exemplo, vendemos o carro e, no dia a dia, aderimos a utilização de transporte público e aplicativos de transporte privado. Tal medida foi adaptada ao meu cotidiano após verificar que o maior gasto em nosso orçamento era o carro e suas despesas (IPVA, manutenção, seguro, multa, estacionamento, lavagem, etc.) e isso nos privava de viver uma vida com melhor qualidade e também de investir em nosso futuro.

Para tanto, é importante que consigamos analisar e modificar qualquer tipo de custo que esteja prejudicando nosso orçamento, sempre priorizando por opções que geram despesas menores, sem perder a qualidade de vida, caso contrário não haverá continuidade. E também para engordar o orçamento, que tal pensar em uma renda extra?

Além disso, outro ponto que interfere, e muito, nas nossas finanças está relacionado à questão que envolve os valores pessoais, pois muitas vezes as pessoas acabam fazendo escolhas que não simbolizam o que elas realmente querem. Ou seja, preferem priorizar a opinião de terceiros como uma espécie de status, comprando coisas que não querem e nem precisam, apenas para mostrar para alguém. Essa prática acaba gerando gastos desnecessários que farão falta para o orçamento no futuro.

Mudanças simples geram resultados grandiosos

Após fazer uma análise detalhada sobre seus gastos, identificando o que pode – e deve – ser cortado, é a hora de agir! Para tornar essa prática uma tarefa menos desafiadora, tenha sempre suas metas e objetivos estabelecidos. Além disso, não se esqueça de:

  • Se planejar;
  • Revisar seu estilo de vida;
  • Fazer renda extra;
  • Ter disciplina.

Outro ponto crucial – determinante, inclusive, nas minhas escolhas – é o apoio da família. Afinal, não dá para fazer qualquer tipo de mudança sem envolver as pessoas mais próximas de você. Além disso, elas serão essenciais para apoiá-lo e, quem sabe, adotar um novo modelo de vida, seguindo seus passos.

Por fim, anime-se! Vá à luta pelos seus sonhos e objetivos e não aceite que ninguém te diga coisas que te desanime. Além disso, tenha sempre em mente que todo propósito leva tempo, requer esforços contínuos e, a longo prazo, você visualizará grandes resultados.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/entenda-como-transformar-suas-finan%C3%A7as-de-vez-em-2020

5 dicas práticas para ter segurança financeira em 2021

Além de ter uma reserva financeira, é importante aprender que não basta colocar as quantias economizadas em aplicações clássicas como poupança

Lidar com dinheiro é um grande desafio para a grande maioria das pessoas. Ter uma reserva financeira para dar conta de gastos inesperados como quando quebra o carro ou alguém da família fica doente, então, é um assunto que coloca muita gente em pânico.

Mas não precisa ser assim. Se criarmos o bom hábito de reservarmos rendas extras como 13º salário, adicional de férias ou mesmo um dinheirinho extra que veio com um job freela, podemos passar com sucesso nos desafios financeiros do cotidiano.

Além de ter uma reserva financeira, é importante aprender que não basta colocar as quantias economizadas em aplicações clássicas como poupança, que um dia foi um bom investimento e hoje já não é mais.

Veja a seguir as cinco dicas especiais de Carol Paiffer, CEO da ATOM Educacional, para ter mais segurança financeira em 2020. “São dicas que servem para todo mundo, seja para investirem R$ 50 ou R$ 10 mil”, afirma Carol.

1. Invista em conhecimento

“Quando se fala em investimento, sugiro que as pessoas façam dois tipos de investimento: um é o investimento em conhecimento e outro é o investimento em dinheiro.

Para investir com sabedoria e segurança é necessário investir tempo e dinheiro para adquirir conhecimento. Só o conhecimento é capaz de proporcionar autonomia financeira. E como “conhecimento” não me refiro apenas ao conhecimento sobre investimentos. Quando uma pessoa entende todas as áreas de sua vida, ela consegue ter relacionamentos profissionais e pessoais em equilíbrio e percorre, por exemplo, uma trilha financeira com mais segurança. Só esse conhecimento nos liberta para o sucesso.

Há muito conhecimento online e gratuito sobre qual a melhor forma de investir dinheiro, seja R$50,00 ou R$10.000,00. Existem boas opções para todos bolsos e hoje em dia não dá para deixar dinheiro parado porque, com a taxa Selic baixa do jeito que está, um capital desvaloriza muito rápido”.

2. Diversifique seus investimentos

“O primeiro ponto, é aprender que é necessário diversificar investimentos, independente da quantia que tenha para aplicar. A dica é avaliar as possibilidades e escolher primeiro sempre uma opção de investimento de renda fixa – ou seja, curto prazo e menos risco, e outra como por exemplo investimentos em ações, também chamado de renda variável, de longo prazo e que envolvem riscos. Ou seja, é muito importante ter um “pé de meia” em renda fixa, antes de se envolver com investimentos de renda variável.

A grande dificuldade das pessoas em geral é fazer investimentos de longo prazo para viabilizar grandes despesas futuras que são previsíveis como, por exemplo, a faculdade dos filhos ou mesmo uma aposentadoria tranquila”.

3. Crie bons hábitos financeiros

“Investimentos de longo prazo devem ser iniciados o antes possível, pois leva-se um tempo considerável para acumular o valor desejado. A minha dica que é se crie o hábito de separar toda e qualquer renda extra que se consiga, seja uma pequena quantia oriunda da venda de trufas de chocolate ou de um job freela ou um 13º salário. E essa renda extra é que deve ser aplicada a longo prazo, assim literalmente sai de circulação e torna-se a realização de algum sonho planejado.”

4. Estude muito antes de investir

“Um dos investimentos a longo prazo que estão mais em alta é comprar ações de empresas listadas na Bolsa de Valores (B3). Dentro deste tipo de investimento também há operações de longo prazo, que são mais complexas e é necessário ter quantias mais altas na mão.

Mas há também o daytrade, em que operações são abertas e encerradas no mesmo dia. Para aprender a atuar como daytrader, o ponto de partida é fazer bons cursos para aprender a parte prática da operação, mas também é vital adquirir conhecimento sobre o mercado para saber avaliar qual empresa está ou não bem posicionada.

Vale muito a pena investir em treinamentos e cursos específicos, antes de investir dinheiro próprio como daytrader. Em geral, as pessoas abrem primeiro uma conta numa corretora para então começar a aprender. E é justamente nesse momento que as pessoas acabam perdendo dinheiro.”

5. Não arrisque logo de cara

“Fazendo um paralelo, investir na Bolsa de Valores é como comprar um imóvel. Todo mundo quando vai comprar um imóvel tentar encontrar uma opção com o menor valor de investimento possível e na hora de vender, anos depois, sempre tenta vender por um valor superior, não é isso? Então, investir na Bolsa é exatamente isso: ter conhecimento de mercado (economia, política etc) para fazer escolha inteligentes no momento certo.

A dica para aprender a investir com segurança na Bolsa é não começar operando o próprio dinheiro. Hoje já é possível aprender a atuar como daytrader por meio de simuladores virtuais e começar a operar com dinheiro das empresas que ensinam a profissão.

E, para fechar, quando se começa a ganhar dinheiro com daytrade é já reservar também a quantia ganha para fazer novos investimentos e assim por diante. Parece complicado, mas quando se pega o jeito é bem interessante e dá muita autonomia a quem investe dessa maneira.”

fonte: https://administradores.com.br/noticias/5-dicas-pr%C3%A1ticas-para-ter-seguran%C3%A7a-financeira-em-2020

Sua empresa deve contratar uma Consultoria ou Assessoria Empresarial?

Conselheiros empresariais um diferencial ainda pouco explorado!

Sua empresa deve contratar uma Consultoria ou Assessoria Empresarial?

Empresas de pequeno e médio porte são as que mais vivem dificuldades na Gestão Empresarial, muitas vezes por não ter conhecimentos técnicos que possam conduzi-las a otimização de Resultados.

Consultoria para Micro, Pequenas e Médias Empresas.

Nossos trabalhos (AXS Consultoria) visam gerar informes as empresas com o objetivo de melhorar os Resultados Empresariais.

Temos por cultura desenvolver informes gerenciais e realizar o acompanhamento das informações, sempre definindo plano de ação para que os objetivos sejam alcançados.

Balanço Gerencial, DRE e Fluxo de Caixa.

Ainda é comum empresas serem administradas sem qualquer demonstrativo técnico, esse talvez seja um dos grandes problemas da Gestão de Pequenas Empresas.

Trabalhar sem a DRE (Demonstração de Resultado do Exercício) é como dirigir um veículo que não tem o painel com informações, como: velocidade, temperatura, volume de combustível, KM rodados, entre outros; o risco de ter problemas na Gestão é grandioso.

O Fluxo de Caixa também é uma ferramenta importante para que surpresas não passem a fazer parte do dia a dia dos gestores; mesmo sabendo que poderá faltar dinheiro em caixa, essa informação deve ser de conhecimento do empresário com antecedência.

Uma pergunta que todos empresários deveriam saber…

Qual é o Ponto de Equilíbrio de sua empresa?

Ponto de Equilíbrio é o volume de vendas necessário para que com a margem gerada seja suficiente de cobrir as despesas fixas. Essa informação é fundamental para que possa servir de referência para a empresa definir sua meta mínima e não simplesmente focar em ter aumentos no faturamento, sem saber se a margem deixada é suficiente.

Custos Fixos sobre controle

Talvez um dos maiores males das empresas sejam os Custos Fixos que são agregados e vão se acumulando no decorrer dos períodos.

Os gestores involuntariamente acabam por contratar serviços que muitas vezes criam facilidades que uma vez que deixem de ser necessárias poderiam ter seus contratos cancelados, entretanto, sabendo da possibilidade do problema voltar a acontecer, mantem o contrato ativo e isso somado a outros contratos da empresa.

Infelizmente isso acaba por virar “uma bola de neve” num futuro não muito distante e compromete a continuidade da empresa.

Consultores, Assessores e Conselheiros podem ajudar a empresa.

Quem está no dia a dia da empresa acaba por não ver muitos problemas diários da empresa, ou muitas vezes quando os vê, ficam sem ações para sana-los, ou mesmo sem conhecimentos técnicos para resolvê-los.

Geralmente Empresas de Consultorias são formadas por profissionais qualificados e podem com certeza ajudar a Gestão de Micro, Pequenas e Medias Empresas, e a continuidade desse apoio é uma definição da alta direção da empresa.

fonte: https://administradores.com.br/artigos/sua-empresa-deve-contratar-uma-consultoria-ou-assessoria-empresarial